domingo, 9 de março de 2008

"1984"

Em relação aos feeds, que ainda não percebi muito bem como funcionam, (as explicações que encontro referem sindicâncias de conteúdos, actualizações de sites, etc...) nem o seu verdadeiro alcance, parece-me que se assemelham um pouco ao "big brother" do "1984". Tal como o geolocation que quase toda a gente subscreve porque é "muita giro".

Um dá-me bandeirinhas o outro quase me permite ver o telhado do fulano que, em Itália, está neste momento, neste preciso momento, a ver o meu blog.

Posso também ficar a saber que aquele tipo que leu uma referência ao meu post, no Diário de sociologia, veio cuscar e saiu para a página do meu irmão. Talvez possa também, com alguma pachorra, ir à página deste e ver para onde é que aquele seguiu depois.

Isto não é espantoso e assustador?

2 comentários:

Rui Cruz disse...

Curto e grosso:
Um feed pode ser lido num cliente de feeds como o Google Reader.

O feed permite que, subscrevendo o "feed" que é um "fluxo de mensagens" de 10 sites, veja apenas num site (neste caso o Google Reader) se os outros 10 estão com mais actualizações.

Penso que assim é simples de entender.


Rui

Marta disse...

Já apanhei mais qualquer coisa. Mas uma criança de seis anos, ia perceber? :)

Obrigada